Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - Dark_07

Páginas: [1]
1
Jogos e Treinos / Op. Safehouse - 6 e 7 de Junho de 2015 - Grinde, Leiria
« em: Fevereiro 12, 2015, 08:01:40 am »
Estas palavras dizem-vos alguma coisa?!




O Clube Stormtroopers Of Death apoiado pela Associaçao de Airsoft Costa de Prata vai organizar o segundo evento nacional em 6 e 7 de Junho de 2015 novamente na localidade de Grinde, Leiria.


Mais info para a semana ;)







PRIMEIRO POST DE INFORMAÇAO

INTRO

A oeste do Sudão, região de Darfur, ocorre à vários anos um conflito armado pelo controlo de território e recursos.
Os Janjaweed - tribos nómadas africanas - oprimem as populações locais.
O governo Sudanês nega o seu apoio mas fornece armas e assistência aos Janjawid em segredo.
A União Africana luta pela população de Africa na promoção da democracia, direitos humanos e desenvolvimento económico.


ACTUALIDADE

O presidente da União Africana, Mohammed Ould Abdelaziz, foi assassinado esta madrugada pelos Janjaweed. O assassino não escapou tendo sido capturado e mantido preso nas instalações de militares de Kutum.
Temendo represálias do sucessor de Abdelaziz, Nkosazana Dlamini-Zuma, o líder tribal Ali Kushayb parte em fuga deixando no seu lugar o Sheikh Musa Hilal.
Sheikh Musa Hilal sentindo o gosto pelo poder vai por todos os tentar manter o seu lugar, afastando o seu antecessor.


SEGUNDO POST DE INFORMAÇAO

Regras de Jogo

Preambulo

Este evento sera apoiado pela Associaçao de Airsoft Costa de Prata, APD, que vai em conjunto com a Policia de Segurança Publica de Leiria garantir o cumprimento de todas as legalidades:
Obrigatorio RAPFR pintadas de acordo com a Lei (ocultaçao em jogo)
Obrigatorio cumprir limite de potencia de Lei (controlo antes e durante o jogo)

Caso nao cumpra alguma das Regras de Jogo o participante sera convidado a abandonar de imediato o evento.


Regras Gerais

Proibido consumo de bebidas alcóolicas e estupefacientes antes e durante o evento.

Proibido fumar excepto nos locais definidos para tal (safezone, respawns, bases, etc).

Obrigatório pano vermelho para sinalizar quando se é eliminado.




Eliminação

Se um jogador for eliminado, terá de informar bem alto e em bom som "MORTO" ou "MÉDICO". Logo de seguida deve colocar-se no local da eliminação se possível sentado no chão com um pano vermelho na cabeça durante 10 minutos, até ser curado, ou ficar eliminado para fazer Respawn.

Sendo assim, quando um jogador é atingido ele não está "Morto", mas sim "ferido". Só ao fim dos 10 minutos, caso não tenha sido curado por um médico é que o mesmo irá para o respawn e só depois do fim desse período de 10 minutos é que o mesmo está considerado eliminado e terá de se dirigir ao respawn.

Poderá acontecer o caso em que o jogador foi eliminado e ficou no meio de um "combate" que envolva alguns jogadores, por isso é obrigatório o uso do pano vermelho na cabeça bem visível para que no decorrer desse confronto os jogadores não terem qualquer dúvida que o jogador está eliminado.

A organização irá fornecer panos vermelhos a todos os jogadores.



Após a eliminação

O jogador que foi atingido não poderá dar qualquer tipo de informação aos restantes jogadores que se encontram em jogo, seja directamente ou por rádio.

Jogadores que tenham sido "feridos" podem ser movidos e transportados por outro jogador em jogo, desde que esse jogador seja da mesma equipa. Esse jogador poderá transportar o jogador "ferido" até a um médico da equipa. Durante o transporte nenhum dos jogadores pode disparar nenhum tipo de replica.

Em caso algum um jogador dito "ferido" nunca poderá mover-se pelos seus meios em busca de médico. Claro que em caso do jogador "ferido" se encontrar em linha de "fogo", deverá desviar-se 2 ou 3 metros para se encontrar em zona segura desde que tenha o pano vermelho bem visível na cabeça.


Médicos

Os médicos de cada equipa terão 10 minutos para começar o tratamento a um jogador "ferido". Se não o fizer nesse período o jogador é considerado "morto" e terá de ir para o seu respawn.

Caso o médico chegue ao jogador "ferido" no espaço de 10 minutos após a eliminação, começará o tratamento que consistirá em aplicar uma braçadeira branca num dos braços. O tratamento irá ter a duração de 1 minuto (caso não tenha relógio, que conte até 60)

Um medico nao se pode curar a si proprio. Apenas pode ser curado por outro medico, da mesma forma que sao curados os jogadores.

Os médicos utilizarão uma braçadeira, fornecida pela organização, que os irá identificar devidamente!


Número de curas

Nao ha limite de braçadeiras de cura que podem ser aplicadas no mesmo jogador.
E necessario apenas que o jogador quando se deslocar ao respawn deixar as bracadeirase por fim deixar lá as braçadeiras de cura, para serem usadas em outros jogadores.


Respawns e safezones

O Respawn será feito em períodos de 20 minutos. Ex: (10h20, 10h40, 11h00, etc...). Ou seja, o jogador eliminado sairá para jogo em períodos de 20 minutos.

Como exemplo: Se o jogador foi eliminado(não foi curado por nenhum médico no período de 10 minutos) e chegar ao Respawn ás 10h59, entrará em jogo passado um minuto, ás 11h00, não tendo de esperar 20 minutos.

Os Respawns e Safezones serão sempre zonas "Fora-de-jogo" não podendo nunca ser atacadas. Pedimos aos jogadores que coloquem as armas em safe e retirem os mags das mesmas.


Distâncias de segurança e rendições

Não serão permitidos disparos entre jogadores a menos de 5 metros.
Em casos de algum jogador se encontrar a menos dessa distância de segurança, a fim de evitar situações menos corretas, pondo em causa a integridade fisica dos envolvidos, deverá proceder-se OBRIGATORIAMENTE ao uso da RENDIÇÃO. O não acatamento da rendição será considerado um comportamento grave.

No máximo um jogador pode render dois jogadores!


Mags/carregadores

Neste evento apenas serão aceites REAL CAPS, LOW CAPS e MID CAPS.

Não há restrições no número de mags que podem levar para o decorrer do jogo.

Se tiverem uma arma que não exista alguns dos mags permitidos, contactem a organização.


Uso de granadas

É proibido o uso de granadas de fumo ou qualquer engenho pirotécnico!

São permitidas granadas de gás (tornados, hokkatsus, Kimeras, etc)

São eliminados os jogadores que se encontrem até 5m de distancia ao local de rebentamento.


TERCEIRO POST DE INFORMAÇÃO

A safezone foi cedida pela Junta de Freguesia da Santa Eufémia - Boavista e será no Parque de Merendas do Lapedo.

Fotos em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.790803937681039.1073741840.302979776463460&type=1

Zona verde com espaço para acampar em relvado, bar, wc, mesas e praia fluvial para banhos!


***TOPICO EM ACTUALIZAÇÃO***

2
Geral / Dossiers Fundamentais do Airsoft
« em: Janeiro 05, 2015, 06:44:58 pm »
DOSSIERS FUNDAMENTAIS


From: http://www.ptairsoft.org/forum/index.php?topic=11879.0

•   Ser maior de 18 anos (16 com autorização dos legítimos tutores)

•   Ser conhecedor da legislação em vigor

•   Ser "federado"/associado numa das "federações"/associações apd de Airsoft portuguesas (consultem muito bem esse tópico. Leiam, vejam tudo muito bem e hajam em consciência).

•   Comprar uma boa protecção ocular (se possível balística - existe variedade nas lojas de airsoft).

•   Evitar de comprar fora do Espaço Schengen (de fora do espaço Europeu, tem alfandegas, impostos, taxas e peritagens, e no final além de ficar extremamente caro, não há garantias que recebam o material).
Eis a lista de países do Espaço Schengen

•   Antes de comprar armas de Airsoft, que se investigue, que se pesquise e que se pergunte. Por vezes com isso evitam-se compras que no final podem ser uma desgraça.

•   Quando se tiver uma arma de Airsoft, a mesma tem de estar segundo o que a legislação em vigor exige. Não cumprir a lei pode dar azo a problemas judiciais.

•   Nunca andar com a arma de Airsoft na via pública.

•   Ter sempre presente o cartão de "federado"/associado e prova de compra junto com a arma. Podemos não estar totalmente legais sobre as "federações/associações APD's, mas em caso de interpelação pelas autoridades, pode ajudar a um desfecho sem problemas.

•   Obedecer SEMPRE ás autoridades policiais quando interpelados pelos mesmos.

•   Nunca jogar em zonas públicas, ou sem conhecimento das autoridades policiais. Obter sempre permissão do legitimo proprietários e dar conhecimento ás autoridades policias da sua presença. Lá por um local parecer abandonado, não quer dizer que não tenha dono... pode mesmo ser o Estado e seja como for é invasão, logo, ilegal!

•   Cumprir todas as regras do fair-play, ter postura, camaradagem e honra no Airsoft.

3
Apresentações / Apresentação da AACP
« em: Janeiro 05, 2015, 06:33:07 pm »
A AACP- Associação de Airsoft Costa de Prata, APD é um projecto já antigo e ambicioso que pretende criar condições para que a prática de Airsoft possa crescer com todas as condições e apoios que necessita.

Os principais objectivos são os de criar condições e apoiar o Airsoft e os seus praticantes sendo a implementação da associação baseada nos distritos de Leiria, Coimbra e Santarém permite-nos criar condições iniciais com mais facilidade assim como uma maior apoio de todos os associados.

Com bastante esforço de muitos jogadores ao longo dos últimos anos, dos quais infelizmente alguns já não praticam a modalidade, conseguimos finalmente reunir as condições necessárias para avançar.

A base deste projecto assenta desde o início nos valores de honra, fairplay e respeito em que o Airsoft se baseia e é nesses ideais que a AACP se pretende guiar.

Vemos todas as outras associações e clubes como uma mais-valia para a modalidade, sendo que todos os que desejarem estar associados e apoiar este projecto são livres de o fazer.

A AACP parte logo do inicio com uma base que consideramos ser uma boa proposta para que seja possível prestar o melhor apoio possível a todos os associados e praticantes de forma activa e transparente.

4
Geral / Lei 17/2009 - Lei das Armas
« em: Janeiro 05, 2015, 06:29:52 pm »
Podem descarregar esta lei no seguinte endereço:
http://dre.pt/pdf1sdip/2009/05/08700/0255902604.pdf



Resumo da interpretação da Lei:

Onde é que estão na Lei as nossas armas?


Na Lei 5/2006 original, eram consideradas "Armas de Softair". Com esta revisão, passam a ser "Reproduções de Armas de Fogo para Práticas Recreativas" (RAFPR).

E isso é o quê?

No alínea ag) do Artigo 2º define-se Reprodução de Arma de Fogo para Práticas Recreativas como:

o mecanismo portátil com a configuração de arma de fogo das classes A, B, B1, C e D, pintado com cor fluorescente, amarela ou encarnada, indelével, claramente visível quando empunhada, em 5 cm a contar da boca do cano e na totalidade do punho, caso se trate de arma curta, ou em 10 cm a contar da boca do cano e na totalidade da coronha, caso se trate de arma longa, por forma a não ser susceptível de confusão com as armas das mesmas classes, apto unicamente a disparar esfera não metálica cuja energia à saída da boca do cano não seja superior a 1,3 J para calibres inferiores ou iguais a 6 mm e munições compactas ou a 13 J para outros calibres e munições compostas por substâncias gelatinosas.


Então e como é que eu sei se a minha arma é longa ou curta?

A Lei não define o que é uma RAFPR. Define, porém, o que é uma "arma de fogo longa" e uma "arma de fogo curta". Como as nossas são reproduções das mesmas, fazemos uma interpretação extensiva da lei e aplicamo-a às nossas. Temos então que:

«Arma de fogo curta» a arma de fogo cujo cano não exceda 30 cm ou cujo comprimento total não exceda 60 cm;

Arma de fogo longa» qualquer arma de fogo com exclusão das armas de fogo curtas.

Então e isso da boca do cano o que é?

Mais uma vez, vamos à lei ver o que é que ela diz sobre isto:

Boca do cano» a extremidade da alma do cano por onde sai o projéctil;

Alma do cano é....?

Alma do cano» a superfície interior do cano entre a câmara e a boca.

Eu não percebo nada de armas... o que é a câmara?

Câmara» a parte do cano ou, nos revólveres, a cavidade do tambor onde se introduz a munição Nas nossas armas, o melhor que se arranja para isto é a câmara (lá está ela) de hop-up.

Então e o cano é o quê? Posso comprar um silenciador de meio metro ou um tapa-chamas para fazer salto à vara?

A lei define que o cano é "a parte da arma constituída por um tubo destinado a guiar o projéctil no momento do disparo". Ora, salvo melhor interpretação, o tapa-chamas e o silenciador não fazem parte do cano, excepto nos casos em que é feita uma extensão de cano. Porém, é preciso ver o que é que o legislador quis com isto. Quis que a pintura ficasse bem visível. Numa arma com réplica de silenciador, a pintura ficará mais visível se se pintar o silenciador do que o cano mais para trás, portanto, como disse antes "salvo melhor interpretação", creio que se poderá pintar os 10 cm do silenciador e tapa-chamas. No entanto, fica a dúvida, já que se lermos a lei pelo seu sentido literal, na maior parte das armas teria que se pintar a partir da rosca do tapa-chamas para trás. Na minha opinião, isso fica menos visível. Atenção que os silenciadores poderão ser visto como um acessório na arma (como uma mira, por exemplo) e que não faz parte da mesma. Lembrem-se também que os silenciadores reais são proibidos a civis, portanto, em caso de encontro com as autoridades, não se esqueçam de dizer que aquilo é uma réplica de silenciador e não um real, já que não silenciam nada. É só para o "look".

Então e pintar a coronha... Que é que a Lei diz que é uma coronha?

A lei diz que uma coronha é "a parte de uma arma de fogo que se destina a permitir o seu apoio no ombro do atirador". Esta definição poderá causar confusão em muitas armas, já que "o que se destina a permitir apoiar no ombro do atirador" pode ser muita coisa. Usem o bom senso.

Então e nas armas curtas? O que é que a Lei diz que é o punho?

A lei diz-nos que o punho é "a parte da arma de fogo que é agarrada pela mão que dispara".

E para acabar... tinta indelével. Isso é o quê? Não há tintas impossíveis de eliminar!

Pois não! Mas segundo o que me foi dito por alguém que estava por dentro desta trapalhada de Lei, por "indelével" entende-se uma tinha que não saia facilmente, como passando com água ou com um pano. As tintas que habitualmente utilizamos só saem com diluente e mesmo assim às vezes é preciso dar uma lixadela. Portanto, entendam "indelével" como uma tinta que custa muito a sair.


Texto da autoria do Laborda.


Duvidas?

5
Geral / Pinturas das Replicas em acordo com a Lei 17/2009
« em: Janeiro 05, 2015, 06:21:02 pm »
Podem descarregar esta lei no seguinte endereço:
http://dre.pt/pdf1sdip/2009/05/08700/0255902604.pdf

Resumindo:

As pinturas diferem consoante se caracteriza a arma como curta ou comprida:
«Arma de fogo curta» a arma de fogo cujo cano não exceda 30 cm ou cujo comprimento total não exceda 60 cm;
«Arma de fogo longa» qualquer arma de fogo com exclusão das armas de fogo curtas.


A tinta deverá ser indelével, ou seja, que não sai com a unha depois de seca, e nas cores amarelo fluorescente ou vermelho fluorescente.


Não façam confusão, nem tentem dar a volta ao assunto, pode ficar caro!! (coimas entre os 600€ e os 6000€)


Abaixo coloco algumas imagens exemplificativas:

Caso o vosso modelo de RAFPR não conste abaixo, solicitem que coloco.

6
Clubes / Como criar um Clube de Praticantes ou um Clube Desportivo
« em: Novembro 20, 2014, 03:44:45 pm »
Definiçoes:

Clube de Praticantes de Airsoft
Nao e nada mais que uma equipa de jogadores registada no IDPJ, constituida por um presidente, um vice presidente e restantes membros.

Clube Desportivo
E um clube de praticantes registado nas Financas, com NIF proprio e contabilidade organizada.


Porque elevar uma equipa a clube?
Com o constante crescimento do airsoft que se tem vindo a notar a nivel nacional revela-se importante a organizacao dos seus praticantes. Uma vulgar equipa de airsoft, apesar de diferir pouco de um clube de praticantes, nao tem qualquer personalidade nem representatividade legais perante quaisquer organismo particular ou publico.
Um clube de airsoft tera uma voz propria que se pode fazer ouvir junto da associacao em que se encontre filiado, esta registado no IDPJ, contribuindo para o bom desenvolvimento da modalidade e de acordo com as leis e regulamentos em vigor.


Como constituir um Clube de Praticantes:
Apenas e necessario que a equipa que pretende registar-se como clube seja constituida por 5 ou mais membros e siga os seguintes passos:
1) definir os estatutos e regulamento interno do futuro clube
2) marcar reuniao e elaborar uma acta em que sejam definidos os presidente e vice presidente e aprovados os estatutos por todos os membros
3) elaborar uma lista de jogadores, membros do clube com um minimo de 5 elementos (incluindo o presidente e o vice presidente)
4) preencher o modelo do IDPJ
5) enviar tudo para a morada:
6) recebendo o registo do IDPJ o mesmo e valido por 180 dias.

Abaixo podem fazer download de toda a documentaçao indicada nos pontos anteriores:
http://en.file-upload.net/gal-114999/ghq7jw/1.html


Como constituir um Clube Desportivo:
E apenas necessario, apos recebido o registo no IDPJ e com o mesmo, solicitar o registo do clube nas Financas.
Ficam abrangidos pelas Leis atualmente em vigor que os obriga, nomeadamente, a todos os anos elaborar a declaraçao de IRS.


Renovaçao da inscriçao:
Para renovar a inscriçao no IDPJ e necessario, antes do fim do registo, enviar um email para geral@idpj.pt a solicitar a renovacao e anexar todas as alteracoes efectuadas nesses 180 dias: lista de membros actualizada e alteracoes aos estatutos.


Qualquer duvida não hesitem em colocar.

7
Apresentações / Apresentação Dark_07
« em: Dezembro 07, 2012, 09:19:55 am »
Boas

Edgar Antunes, 26 anos, pratico desde 2006 com os SOD  ;)

Páginas: [1]